Loading...

MENSAGEM

sábado, 31 de janeiro de 2009

ENVELHEÇO.


ENVELHEÇO

quando me fecho para às novas idéias e me torno radical.


ENVELHEÇO

quando o novo me assusta e minha mente insiste em não aceitar.


ENVELHEÇO

quando me torno impaciente, intransigente e não consigo dialogar.


ENVELHEÇO

quando meu pensamento abandona sua casa e retorna sem nada acrescentar.


ENVELHEÇO

quando muito me preocupo e depois me culpo por não ter tido motivos para me preocupar.


ENVELHEÇO

quando penso demasiadamente em mim mesmo e consequentemente, dos outros, completamente me esqueço.


ENVELHEÇO

quando penso em ousar e já antevejo o preço que terei que pagar pelo ato, mesmo que os fatos insistam em me contrariar!


ENVELHEÇO

quando tenho a chance de amar e daí o coração se põe a pensar: "Será que vale a pena correr o risco de me dar? Será que vai compensar?"


ENVELHEÇO

quando permito que o cansaço e o desalento tomem conta de minha alma e ponho a me lamentar.


ENVELHEÇO,

enfim quando paro de lutar.



Reinilson Câmara.

sexta-feira, 30 de janeiro de 2009

Abençoa Senhor As Famílias Amém.


Que nenhuma família comete qualquer de repente

Que nenhuma família termine por falta de amor

Que o casal seja um para o outro de corpo e de mente

E que nada no mundo separe um casal sonhador


Que nenhuma família se abrigue debaixo da ponte

Que ninguém interfira no lar e na vida dos dois

Que ninguém os obrigue a viver sem nenhum horizonte

Que eles vivam do ontem e o hoje em função de um depois


Que a família comece e termine sabendo onde vai

E que o homem carregue nos ombros a graça de um pai

Que a mulher seja um céu de ternura aconchego e calor

E que os filhos conheçam a força que brota do amor


Abençoa Senhor as famílias Amém

Abençoa Senhor a minha tambem


Que marido e mulher tenham força de amar sem medida

Que ninguém vá dormir sem pedir ou sem dar seu perdão

Que as crianças aprendam no colo o sentido da vida

Que as famílias celebrem a partilha do abraço e do pão


Que marido e mulher não se traiam nem traiam seus filhos

Que o ciúme não marque a certeza do amor entre os dois

Que no seu firmamento a estrela que tem maior brilho

Seja firme esperança de um céu aqui mesmo e depois


padre antônio maria.

quinta-feira, 29 de janeiro de 2009

Paz no Mundo.


A paz no mundo começa dentro de mim, Quando me aceito, de corpo e alma, E reconheço meus defeitos, com paciência e calma, E em vez de me fragmentar em mil pedaços, Eu me coloco inteiro no que penso, sinto e faço, Passageiro no tempo e no espaço,Sem nada para levar que possa me prender, Sem medo de errar E com muita vontade de aprender.


A paz no mundo começa entre nós, Quando eu aceito o teu modo de ser. Sem me opor ou resistirE reconheço tuas virtudes Sem te invejar ou me retrair E faço das nossas diferenças A base de nossa convivência. E, em lugar de te dividir em mil personagens, consigo ver-te inteiro, nu, real, Sem nenhuma maquilagem, Companheiros da mesma viagem No processo de aprendizagem do que é ser gente.


A paz no mundo começaQuando as palavras se calam E os gestos se multiplicam, Quando se reprime a vergonha E se expressa a ternura, Quando se repudia a doença e se enaltece a cura Quando se combate a normalidade que virou loucura E se estimula o desejo de melhorar a humanidade, De construir uma outra sociedade, Com base numa outra relação...


Uma relação em que amar é a regra, E não mais a exceção.


desconheço o autor.

quarta-feira, 28 de janeiro de 2009

CORAÇÃO DE ESTUDANTE.


Quero falar de uma coisa Adivinha onde ela anda Deve estar dentro do peito Ou caminha pelo ar Pode estar aqui do lado Bem mais perto que pensamos A folha da juventude É o nome certo desse amor


Já podaram seus momentos Desviaram seu destino Seu sorriso de menino Quantas vezes se escondeu Mas renova-se a esperança Nova aurora, cada dia E há que se cuidar do broto Pra que a vida nos dê Flor flor o o e fruto


Coração de estudante Há que se cuidar da vida Há que se cuidar do mundo Tomar conta da amizade Alegria e muito sonho Espalhados no caminho Verdes, planta e sentimento Folhas, coração,Juventude e fé.


Composição: Wagner Tiso / Milton Nascimento

terça-feira, 27 de janeiro de 2009

PEDRAS NÃO CHORAM.


Pedras que vivem nos rios
Á sombra, nos matagais
Pedras que moram entre espinhos
E não se ouve os seus ais.

Pedras que barram os atalhos
Obstáculos indesejados
São pedras do meu caminho
Que me atiram para outros lados.

Pedras desgarradas, sozinhas
Que aos tombos ali chegou
São frutos de uma enxurrada
Ou quem sabe alguém as chutou.

Falam que muitas se encontram
Não creio, são meras crendices
São peças deste planeta
Dos montes, vales, e planícies.

Pedras, não cantam e não choram
Não amam, e não fazem amor
São frígidas, estéreis, e vazias
Não sangram, e nem sentem dor.

Ser pedra, é ser um estrepe
Que nem o tempo a desfaz
Sou pedra, sou alma sem vida
Aterrada a beira de um cais.


Autora: Pequenina

segunda-feira, 26 de janeiro de 2009

O QUE EU DEVIA TER FEITO.


Devia ter amado mais Ter chorado mais Ter visto o sol nascer Devia ter arriscado mais E até errado mais Ter feito o que eu queria fazer...


Queria ter aceitado As pessoas como elas são Cada um sabe alegria E a dor que traz no coração...


O acaso vai me proteger Enquanto eu andar distraído O acaso vai me proteger Enquanto eu andar...


Devia ter complicado menos Trabalhado menos Ter visto o sol se pôr Devia ter me importado menos Com problemas pequenos Ter morrido de amor...


Queria ter aceitado A vida como ela é A cada um cabe alegrias E a tristeza que vier...


Devia ter complicado menos Trabalhado menos Ter visto o sol se pôr...


Composição: Sérgio Britto(Titãs)

sábado, 24 de janeiro de 2009

DEFICIENTE.


"Deficiente" é aquele que não consegue modificar sua vida, aceitando as imposições de outras pessoas ou da sociedade em que vive, sem ter consciência de que é dono do seu destino.


"Louco" é quem não procura ser feliz com o que possui.


"Cego" é aquele que não vê seu próximo morrer de frio, de fome, de miséria, e só tem olhos para seus míseros problemas e pequenas dores.


"Surdo" é aquele que não tem tempo de ouvir um desabafo de um amigo, ou o apelo de um irmão. Pois está sempre apressado para o trabalho e quer garantir seus tostões no fim do mês.


"Mudo" é aquele que não consegue falar o que sente e se esconde por trás da máscara da hipocrisia.


"Paralítico" é quem não consegue andar na direção daqueles que precisam de sua ajuda.


"Diabético" é quem não consegue ser doce.


"Anão" é quem não sabe deixar o amor crescer.

E, finalmente, a pior das deficiências é ser miserável, pois:"Miseráveis" são todos que não conseguem falar com Deus.

"A amizade é um amor que nunca morre."


mário quintana.

SER SIMPLES.


O mais difícil nesta vida, é ser simples,é lembrar-se das nossas fraquezas, reconhecerem erros, pedir perdão.Não é fácil ser humilde de verdade se a vontade que temos é de esmagar quem ousa nos desafiar, ultrapassar,ou rir de nossas atitudes. É difícil atender um amigo em plena madrugada, o mais fácil é indicar um analista,É difícil socorrer aquele parente aflito, mais fácil indicar uma financeira,É difícil socorrer um desconhecido na rua, mais fácil é esperar que alguém o faça. Difícil reconhecer as qualidades nos outros, elogiarem agora parece até pecado,Ser gentil é ser afeminado e ser simples é andar descalço, abrir portas, segurar mãos, sorrir, socorrer, servir sem esperar nada em troca, reclamar menos, fazer mais, ser no meio da noite escura uma luz,Ser simples, nada mais é do que seguir de verdade, os passos de Jesus.


DESCONHEÇO O AUTOR.

EU QUERO SOL NESTE JARDIM.


Eu quero sol nesse jardim
Quero justiça e paz
Quero andar nas ruas, sem temer
Eu quero brilho do luar
Eu quero viajar
Pelo azul dos céus e
Quero te entender
Quero te conhecer
Quero correr ao encontro
De tudo que tive e perdi,
Nem sei porque!
Quero aprender a amar
E saber perdoar
Pois teu amor no meu peito me mostra
Direito o caminho
Para ser feliz.


Eu quero sol nesse jardim
Quero a luz da manhã
E a mais perfeita de todas as canções
Quero a verdade no olhar
Eu quero amor sem fim
Tenho a certeza que você nasceu
Pra mim.


BANDA CATEDRAL.

sexta-feira, 23 de janeiro de 2009

DESCARTE,RECICLE E ACOLHA.


Descarte.
Qualquer lógica que não se conecte com a vida.Qualquer pressuposto que gere o fatalismo.Qualquer censura que obture a criatividade.Qualquer pessimismo que negue a esperança.Qualquer otimismo que afirme a prepotência.


Recicle
Sua expectativa de viver sem percalços. Seu desejo de ser alvo da intervenção divina.Seu pavor de não ter segurança.Sua angústia de saber-se mortal.Sua expectativa da experimentar a felicidade plena.


Acolha
O desafio de peregrinar, só peregrinar.A tarefa de reinventar-se diariamente. A responsabilidade de ser co-autor da história.O dever de esperar e cuidar dos frágeis.A felicidade de ser chamado filho de Deus.


RICARDO GONDIM É ESCRITOR E PASTOR DA IGREJA BETESDA.

quinta-feira, 22 de janeiro de 2009

***POEMA DO AMIGO APRENDIZ***


Quero ser o teu amigo. Nem demais e nem de menos.

Nem tão longe e nem tão perto.

Na medida mais precisa que eu puder.

Mas amar-te sem medida e ficar na tua vida,Da maneira mais discreta que eu souber.

Sem tirar-te a liberdade, sem jamais te sufocar.

Sem forçar tua vontade.Sem falar, quando for hora de calar.

E sem calar, quando for hora de falar.

Nem ausente, nem presente por demais.Simplesmente, calmamente, ser-te paz.

É bonito ser amigo, mas confesso é tão difícil aprender!E por isso eu te suplico paciência.Vou encher este teu rosto de lembranças,Dá-me tempo, de acertar nossas distâncias...


(Fernando Pessoa)

terça-feira, 20 de janeiro de 2009

Ei, Você!!!


Ei, você!!! Sorria...

Mas não se esconda atrás desse sorriso...

Mostre aquilo que você é, sem medo...

Existem pessoas que sonham com o seu sorriso, assim como eu...

Viva! Tente!

A vida não passa de uma tentativa.


Ei, ame acima de tudo, ame a tudo e a todos.

Não feche os olhos para a sujeira do mundo...

Não ignore a fome!Procure o que há de bom em tudo e em todos.

Não faça dos defeitos uma distância, e sim, uma aproximação..

Aceite a vida, as pessoas...Faça delas a sua razão de viver...Entenda!Entenda as pessoas que pensam diferente de você ( não as reprove).


Ei, olhe...Olhe a sua volta quantos amigos...Você já tornou alguém feliz hoje,Ou fez alguém sofrer com seu egoísmo?Ei, não corra. Para que tanta pressa?Corra apenas para dentro de você...

Sonhe!Mas não prejudique ninguém e não transforme seu sonho em fuga.

Acredite!Espere!Sempre haverá uma saída, sempre brilhará uma estrela.Chore, lute!!!Faça aquilo que gosta, sinta o que há dentro de você.


Ei, ouça...Escute o que as outras pessoas têm a dizer... É importante!!!Suba...Faça dos obstáculos, degraus para aquilo que você acha supremo.Mas não esqueça daqueles que não conseguem subir a escada da vida.


Ei, descubra!!!Descubra aquilo que há de bom dentro de você.Procure acima de tudo ser gente...Eu também vou tentar.Ei, você...Não vá embora.Eu preciso dizer - lhe que...Te adoro, simplesmente porque você existe!!!


Charles Chaplin.

SÚPLICA CEARENSE.


Oh! Deus, perdoe este pobre coitado Que de joelhos rezou um bocado Pedindo pra chuva cair sem parar


Oh! Deus, será que o senhor se zangou E só por isso o sol arretirou Fazendo cair toda a chuva que há


Senhor, eu pedi para o sol se esconder um tiquinho Pedir pra chover, mas chover de mansinho Pra ver se nascia uma planta no chão


Oh! Deus, se eu não rezei direito o Senhor me perdoe,Eu acho que a culpa foi Desse pobre que nem sabe fazer oração


Meu Deus, perdoe eu encher os meus olhos de água E ter-lhe pedido cheinho de mágoa Pro sol inclemente se arretirar


Desculpe eu pedir a toda hora pra chegar o inverno Desculpe eu pedir para acabar com o inferno Que sempre queimou o meu Ceará


LUIZ GONZAGA.

segunda-feira, 19 de janeiro de 2009

DAI-ME UM CORAÇÃO IGUAL AO TEU.


Se tu olhar-me senhor pra dentro de mim nada encontrarás de bom Mas um desejo eu tenho de ser transformado preciso tanto do seu perdão dai-me um novo coração.


Dai-me um coração igual ao teu, meu mestre Dai-me um coração igual ao teu, coração disposto a obedecer cumprir todo Seu querer dai-me um coração igual ao teu.


Se tu olhar-me senhor...


Ensina-me amar o meu irmão A olhar com os teus olhos Perdoar com teu perdão Enche-me do teu espírito endireita aos meus caminhos. Ó Deus dá-me um novo coração.


ANA PAULA VALADÃO.

domingo, 18 de janeiro de 2009

A PARTIR DO PRÓXIMO AMANHECER.


Hoje “me dei um tempo” para pensar na vida.Na minha vida!!!Decidi então que a partir do próximo amanhecer,vou mudar alguns detalhes para ser a cada novo dia, um pouquinho mais feliz.


Para começar, não vou mais olhar para trás. O que passou é passado, se errei, agora não vou conseguir corrigir.Então, para que remoer o que passou?Refletir sobre aqueles erros sim e então fazer deles um aprendizado para o “meu hoje”...


Nem todas as pessoas que amo, retribuem meus carinhos como “eu” gostaria... E daí?A partir do próximo amanhecer vou continuar a amá-las, mas não vou tentar mudá-las.Pode ser até que ficassem como eu gostaria que fossem e deixassem de ser as pessoas que eu amo.


Isso eu não quero.Mudo eu...Mudo meu modo de vê-las.Respeito seu modo de ser.Mas não pense que vou desistir de meus sonhos!!!Imagine!!!A partir do próximo amanhecer, vou lutar com mais garra para que eles aconteçam.Mas vai ser diferente.


Não vou mais responsabilizara mais ninguém por minha felicidade.EU VOU SER FELIZ!!!Não vou mais parar a minha vida porqueo que desejo não acontece, porque uma mensagem não chega, porque não ouçoo que gostaria de ouvir.Vou fazer meu momento...Vou ser feliz agora...Terei outros dias pela frente!!!Nunca mais darei muita importância aos problemas que não tenho conseguido resolver.


A partir do próximo amanhecer, vou agradecer a Deus, todos os dias por me dar forças para viver,apesar dos meus problemas.Chega de sofrer pelo que não consigo ter,pelo que não ouço ou não leio.Pelo tempo que não tenho e até de sofrer por antecipação, pensando sempre, apenas no pior.


A partir do próximo amanhecer, só vou pensar no que tenho de bom.Meus amigos, nunca mais precisarão me darum ombro para chorar. Vou aproveitar a presençadeles para sorrir, cantar, para dividir felicidade.A partir do próximo amanhecer vou ser eu mesmo. Nunca mais vou tentar ser um modelo de perfeição.Nunca mais vou sorrir sem vontadeou falar palavras amorosas por queacho que sei o que os outros querem ouvir.


A partir do próximo amanhecer vou viverminha vida, SEM MEDO DE SER FELIZ.Vou continuar esperando.Não, não vou esquecer ninguém.Mas...A partir do próximo amanhecer, quando a gente se encontrar, com certeza, vou te dar“aquele” abraço bem apertado, e com todasinceridade dizer...ADORO VOCÊ e tenho muito amor para lhe dar.



AUTOR DESCONHECIDO.

sábado, 17 de janeiro de 2009

NÃO SE ACUSTUME COM O INFERNO.


É preciso resistir. Relembrar que nenhum ser humano pode ser diminuído à condição de inseto (uma barata?). Não é possível continuar passando ao largo dos que jazem na estrada entre Jerusalém e Jericó. Rejeitemos as notícias imbecis sobre a vida íntima dos ricos e famosos. Cobremos manchetes mais significativas. Não aceitemos melindres piegas quando circularem na internet fotografias chocantes com o sofrimento de inocentes.


Acostumar-se à guerra é horroroso. Toda a invasão militar é sórdida. Todo o arrazoamento bélico, que desconsidera as pessoas em nome de um projeto político, luciferiano. Nenhuma paz forjada sobre retaliação ou vingança será duradoura. A intolerância fermenta o ódio.


Não podemos tocar as nossas vidas nos blindando. Li em algum lugar, não sei onde, que durante a II Guerra Mundial, C.S. Lewis confrontou os amigos que gostavam de discutir literatura em um Pub de Oxford. “ O que fazemos aqui discutindo literatura, enquanto a Europa arde? Nero não foi um monstro por ter incendiado Roma, mas por tocar violino diante do inferno”.


Que Deus não nos deixe dormir em paz enquanto crianças morrem subnutridas ou estraçalhadas por granadas; que nunca nos acostumemos com o inferno.



parte do texto ''Nunca nos acostumemos com o inferno'' do pastor ricardo gondim.



A VIDA É UMA PEÇA DE TEATRO.


A vida é uma peça de teatro que não permite ensaios


Por isso, cante, chore, dance, ria e viva intensamente,


antes que a cortina se feche e a peça termine sem aplausos.


Charles Chaplin.

sexta-feira, 16 de janeiro de 2009

QUERO SER LIVRE.


QUERO SER LIVRE

NÃO SENTIR SAUDADE

DA FELICIDADE

DAS ILUSÕES QUE SENTI

NEM DOS ANSEIOS QUE ESCONDI


QUERO SER LIVRE

VER O SOL DOURADO CHEGAR

SENTINDO O SEU CALOR

E COM AS ONDAS DO MAR

TER UM ALEGRE DESPERTAR


QUERO SER LIVRE

COMO O VENTO

NÃO TENDO LAMENTO

VAGANDO SATISFEITA

COM MUITO AMOR


QUERO SER LIVRE

NÃO SENTIR INCERTEZA

SABENDO QUE SEMPRE É TEMPO

DE RENASCER

QUANDO O SOL APARECER


LUCY GORAYEB MOURÃO.

quinta-feira, 15 de janeiro de 2009

O HOMEM MODERNO NÃO FALA MAIS COM DEUS.


HOMENS DE BOA-VONTADE! NÃO NOS ASSUSTEMOS COM AS MANCHETES NEGATIVAS DE CADA DIA.

NEM COM AS SITUAÇÕES DA ANTI-VIDA. AS PESSOAS SE DESUMANIZAM DIA-A-DIA. AS RELAÇÕES HUMANAS SE BARBARIZAM. A DIPLOMACIA ENTRE AS NAÇÕES DECAI E NOS ASSUSTA. ENQUANTO SABEMOS ESTAR DISPONÍVEL IMENSO RECURSO E POTENCIAL DE FORÇAS E GUERRAS QUE DEVERIAM TRANSFORMAR-SE NO MILAGRE DA PAZ.


DIANTE DE TANTA ONDA DE ASSALTOS, HOMÍCIDIOS, CORRUPÇÃO, MORDOMIAS, TORTURAS, VIOLÊNCIAS, DESEMPREGO, PROMOÇÃO DO ABORTO, GRILAGENS, FOME E SEDE, DOENÇAS E ABANDONO, GOLPES E TRAIÇÕES, A OPINIÃO PÚBLICA SE AMENDRONTA E PASSA A ARMAR-SE TAMBÉM.


O QUE HOUVE, SENHORES? PROBLEMA SOCIAL? SOMENTE PROBLEMA SOCIAL? NÃO, SENHORES! OS PASTORES JAMAIS PODERÃO PORTA-SE COMO SOCIOLOGISTAS BARATOS. ELES POSSUEM A CIÊNCIA DA TEOLOGIA E SABEM QUE COM A PALAVRA DO EVANGELHO AS PESSOAS MUDAM E SE CURAM. ESTÁ FALTANDO A PRESENÇA DE DEUS NA ALMA DOS PECADORES. O HOMEM SE AFASTOU MUITO DO CAMINHO DE DEUS. PADECEMOS UMA FOME CRÔNICA DO ALIMENTO ESPIRITUAL: O HOMEM SUBDESENVOLVIDO DA GRAÇA DIVINA. OS PASTORES, DE MÃOS CRUZADAS E OMISSAS. POUCOS, ANGUSTIADOS E PLANEJADOS. POUCOS, AGILIZADOS E ACIONADOS! FUGINDO COMO ADÃO E EVA, O HOMEM MODERNO NÃO FALA MAIS COM DEUS.


ESCRITO PELO PADRE ARYCLENES RODRIGUES BARBOSA.

terça-feira, 13 de janeiro de 2009

SOU DO CEARÁ.


Ser do Ceará é mais do que nascer no Ceará, é conseguir reconhecer, à distância, uma cabecinha redonda, um sotaque cantado, uma orelha de abano, um jeito maroto de encarar a vida.


Ser do Ceará é saber a estação certa de colher um sapoti, conhecer os vários tipos de manga e nunca comprar ata verde demais; é dar sabor a um baião de dois com queijo coalho.


Ser do Ceará é gostar de cocada, de suco de tamarindo, de sirigüela vermelha, de água de coco docinha.


Ser do Ceará é engolir o final dos diminutivos - cafezinho vira cafezim; Antônio vira Toim; bonzinho vira bonzim. Lá se fala aperreio na hora do sufoco; o apressado é avexado; o triste fica de lundu; quem cria problemas, bota boneco.


Ser do Ceará é morar onde os muros são baixos; quer dizer, lá todo mundo sabe dos outros. A melhor conversa entre cearense é fofocar sobre a vida alheia. Aparecer em coluna social é o máximo; os que pertencem a uma família com pedigree, fazem parte dos eleitos. Os Studarts, os Frotas, os Távoras, os Jeiressatis são considerados o supra-sumo.


No Ceará não se compra casa do lado do sol; isto é, ninguém valoriza uma propriedade com a frente voltada para o poente. O sol não perdoa; é inclemente, ardido, feroz, cansativo. Lá quem não souber lidar com o astro rei, não dura muito tempo. Entre dez da manhã e cinco da tarde, o sol deixa todo mundo melado; não existem peles secas no Ceará, todas são oleosas.


Ser do Ceará é aprender a dormir de rede, a gostar do cheiro de lençol limpo, a tomar banho frio, a valorizar a brisa do mar. Lá o perfume de sabonete tem outro valor. No Ceará as mulheres não usam meias finas, os homens não toleram gravatas e as crianças não sabem o que é uma blusa de lã.


Ser do Ceará é ter orgulho de afirmar que pertence à terra de José de Alencar, Patativa do Assaré, Fagner, Eleazar de Carvalho, Clóvis Bevilácqua. Lá amam-se as artes; cria-se repente com facilidade, conversa-se com rima.


Ser do Ceará é lidar com umidade, com camisas molhadas de suor, com mofo, com moscas aos milhões, com muriçocas impertinentes, com baratas avantajadas, com viroses brabas, com desidratações súbitas. Lá os fracos morrem rapidamente; o darwinismo com sua teoria da sobrevivência dos mais fortes se prova com facilidade. No Ceará nuvens negras são prenúncio de bom tempo e relâmpago, uma bênção. Em dia chuvoso ninguém gosta de sair de casa.


Ser do Ceará é rir por tudo. E tudo vira piada; lá sobra humor até para vaiar o sol quando interrompe a chuva. Os cearenses são antes de tudo uns fortes; ao mesmo tempo deliciosamente bons e perversamente maus. Lá é terra de pistoleiro e de santo; de revolucionário e de coronel caudilho; de guerreiro e de preguiçoso.


Sou cearense. E por mais que tenha tentado, não consegui apagar o meu amor por esse chão que me acolheu no mundo. Lá nasci, casei e tive filhos. No Ceará despertei para o mundo e infelizmente, sepultei o restim de esperança que nutria pela humanidade. O Ceará foi o meu ninho e é o meu túmulo; maior alegria e pior desgraça.


Contudo, apesar de tudo, continuo enamorado do meu berço. Não consigo desvencilhar-me de ti, loira desposada do sol.


Soli Deo Gloria.


RICARDO GONDIM É PASTOR DA IGREJA BETESDA EM SÃO PAULO.

sábado, 10 de janeiro de 2009

AMAR É...


Amar! É quando não dá mais prá disfarçar Tudo muda de valor Tudo faz lembrar você Amar! É a lua ser a luz do seu olhar Luz que debruçou em mim Prata que caiu no mar


Suspirar sem perceber Respirar o ar que é você

Acordar sorrindo Ter o dia todo prá te ver


O amor é um furacão Surge no coração Sem ter licença prá entrar Tempestade de desejos Um eclipse no final de um beijo O amor é estação É inverno, é verão É como um raio de sol Que aquece e tira o medo De enfrentar os riscos Se entregar...


Amar! É envelhecer querendo te abraçar

Dedilhar num violão A canção prá te ninar


Composição: Cleberson Horsth - Ricardo Feghali.(ROUPA NOVA)

Decisões para o ano sempre velho.




Decido não esperar que o próximo ano se assemelhe ao que termina. Determino que seja único. Estabeleço que diante do insólito, continuarei indeciso. Hesitante, dobrarei esquinas imprecisas, sem pensar nas conseqüências. Desatento, descumprirei as agendas do cotidiano. Imprevidente, não estocarei esperança.



Decido não controlar o porvir. Abro mão das simetrias. Desisto das sincronias. Rasgo as tabulações. Desmancho as sistematizações. Contente, não vou rastrear os augúrios celestiais. Sereno, enfrentarei o mal de cada dia.



Decido não tentar aplainar o que vem pela frente. Já busquei cinzelar a vida e me frustrei. Meus ideais viraram insultos, meus arrojos, fadigas, meus pressupostos, anátemas. Abdico de embotar as arestas que me ferem. Seguirei indefensável, buscando tão somente a verdade que me pareça verdadeira.



Decido não querer voltar ao passado que tanto amei. Vou reconhecer que a roda da vida não recua. Admitirei que, indelével, o tempo mastiga a todos. Repetirei até aprender: “Não soltar o que já se foi adoece a alma de melancolia”. Que a saudade seja uma doce recordação do que nunca há de reviver.



Decido endemoninhar a rispidez, aterrar a desconsideração, danar o escárnio. Preciso que a integridade de toda a intenção se concretize com deferência. Que a minha franqueza nunca se confunda com insolência. Que a graça se antecipe à virtude.



Decido obstinar-me na leitura. Pretendo disciplinar-me no impenitente amor à poesia. Quero enxovalhar-me com as cores, degustar as melodias, deleitar-me com os perfumes. Preciso aprender a temperar o insípido, colorir o baço, sensibilizar o entorpecido, orquestrar o desconsolado.



Decido procurar Deus no rosto sofrido da criança asiática, na mão suplicante da negra africana, no olhar amargo do ancião latino-americano. Quero descobri-lo nas iniciativas solidárias e na obstinação de defender a dignidade dos oprimidos.



Decido que o meu futuro venha sem mágica, sem inocência, sem extravagância, sem pudicícia, sem ostentação, sem pieguismo. Quero aprender a contentar-me com o simples, a gozar o instante sem culpa, a tecer emoções sem neurose. E assim, de pouco em pouco, continuar torcendo para que o espantalho da morte se atrase para não prejudicar tantos planos.




ricardo gondim é pastor da igreja betesda.

sexta-feira, 9 de janeiro de 2009

PEDRAS NO CAMINHO.


"Posso ter defeitos, viver ansioso e ficar irritado algumas vezes, mas não esqueço que a minha vida é a maior empresa do mundo.E que posso evitar que ela vá à falência.


Ser feliz é reconhecer que vale a pena viver, apesar de todos os desafios, incompreensões e períodos de crise.Ser feliz é deixar de ser vítima dos problemas e se tornar autor da própria história.É atravessar desertos fora de si, mas ser capaz de encontrar um oásis no recôndito da sua alma.


É agradecer a Deus a cada manhã pelo milagre da vida.Ser feliz é não ter medo dos próprios sentimentos.É saber falar de si mesmo.É ter coragem para ouvir um "não".É ter segurança para receber uma crítica, mesmo que injusta.


Pedras no caminho? Guardo todas, um dia vou construir um castelo..."


FERNANDO PESSOA.

quinta-feira, 8 de janeiro de 2009

O Analfabeto Político.


O pior analfabeto é o analfabeto político. Ele não ouve, não fala, nem participa dos acontecimentos políticos. Ele não sabe o custo de vida, o preço do feijão, do peixe, da farinha, do aluguel, do sapato e do remédio dependem das decisões políticas.


O analfabeto político é tão burro que se orgulha e estufa o peito dizendo que odeia a política. Não sabe o imbecil que, da sua ignorância política, nasce a prostituta, o menor abandonado, e o pior de todos os bandidos, que é o político vigarista, pilantra, corrupto e lacaio das empresas nacionais e multinacionais.


Bertolt Brecht.

quarta-feira, 7 de janeiro de 2009

Oração de Francisco de Assis.


Senhor, fazei-me instrumento de vossa paz.


Onde houver ódio, que eu leve o amor;


Onde houver ofensa, que eu leve o perdão;


Onde houver discórdia, que eu leve a união;


Onde houver dúvida, que eu leve a fé; Onde houver erro, que eu leve a verdade;


Onde houver desespero, que eu leve a esperança;


Onde houver tristeza, que eu leve a alegria;


Onde houver trevas, que eu leve a luz.


Ó Mestre, Fazei que eu procure mais


Consolar, que ser consolado; compreender, que ser compreendido; amar, que ser amado. Pois, é dando que se recebe, é perdoando que se é perdoado, e é morrendo que se vive para a vida eterna.

terça-feira, 6 de janeiro de 2009

LUTANDO TODOS OS DIAS.


Há homens que lutam um dia, e são bons;


Há outros que lutam um ano, e são melhores;


Há aqueles que lutam muitos anos, e são muito bons;


Porém há os que lutam toda a vida Estes são os imprescindíveis.


Bertold Brecht .

segunda-feira, 5 de janeiro de 2009

A VIDA.


Já perdoei erros quase imperdoáveis,tentei substituir pessoas insubstituíveise esquecer pessoas inesquecíveis.


Já fiz coisas por impulso,já me decepcionei com pessoas quando nunca pensei me decepcionar, mas também decepcionei alguém. Já abracei pra proteger,já dei risada quando não podia,fiz amigos eternos,amei e fui amado,mas também já fui rejeitado,fui amado e não amei.


Já gritei e pulei de tanta felicidade,já vivi de amor e fiz juras eternas,“quebrei a cara muitas vezes”! Já chorei ouvindo música e vendo fotos,já liguei só para escutar uma voz,me apaixonei por um sorriso,já pensei que fosse morrer de tanta saudadee tive medo de perder alguém especial (e acabei perdendo).


Mas vivi, e ainda vivo!Não passo pela vida…E você também não deveria passar! Viva!Bom mesmo é ir à luta com determinação,abraçar a vida com paixão,perder com classee vencer com ousadia,porque o mundo pertence a quem se atreve e a vida é “muito” pra ser insignificante.


Charles Chaplin.

domingo, 4 de janeiro de 2009

O QUE EU DESEJO PRA VOCÊ.


Desejo primeiro que você ame,E que amando, também seja amado.E que se não for, seja breve em esquecer.E que esquecendo, não guarde mágoa.Desejo, pois, que não seja assim,Mas se for, saiba ser sem desesperar.


Desejo também que tenha amigos,Que mesmo maus e inconseqüentes,Sejam corajosos e fiéis,E que pelo menos num delesVocê possa confiar sem duvidar.E porque a vida é assim,Desejo ainda que você tenha inimigos.Nem muitos, nem poucos,Mas na medida exata para que, algumas vezes,Você se interpele a respeitoDe suas próprias certezas.E que entre eles, haja pelo menos um que seja justo,Para que você não se sinta demasiado seguro.


Desejo depois que você seja útil,Mas não insubstituível.E que nos maus momentos,Quando não restar mais nada,Essa utilidade seja suficiente para manter você de pé.


Desejo ainda que você seja tolerante,Não com os que erram pouco, porque isso é fácil,Mas com os que erram muito e irremediavelmente,E que fazendo bom uso dessa tolerância,Você sirva de exemplo aos outros.


Desejo que você, sendo jovem,Não amadureça depressa demais,E que sendo maduro, não insista em rejuvenescerE que sendo velho, não se dedique ao desespero.Porque cada idade tem o seu prazer e a sua dor eÉ preciso deixar que eles escorram por entre nós.


Desejo por sinal que você seja triste,Não o ano todo, mas apenas um dia.Mas que nesse dia descubraQue o riso diário é bom,O riso habitual é insosso e o riso constante é insano.


Desejo que você descubra ,Com o máximo de urgência,Acima e a respeito de tudo, que existem oprimidos,Injustiçados e infelizes, e que estão à sua volta.


Desejo ainda que você afague um gato,Alimente um cuco e ouça o joão-de-barroErguer triunfante o seu canto matinalPorque, assim, você se sentirá bem por nada.


Desejo também que você plante uma semente,Por mais minúscula que seja,E acompanhe o seu crescimento,Para que você saiba de quantasMuitas vidas é feita uma árvore.


Desejo, outrossim, que você tenha dinheiro,Porque é preciso ser prático.E que pelo menos uma vez por anoColoque um pouco deleNa sua frente e diga "Isso é meu",Só para que fique bem claro quem é o dono de quem.


Desejo também que nenhum de seus afetos morra,Por ele e por você,Mas que se morrer, você possa chorarSem se lamentar e sofrer sem se culpar.


Desejo por fim que você sendo homem,Tenha uma boa mulher,E que sendo mulher,Tenha um bom homemE que se amem hoje, amanhã e nos dias seguintes,E quando estiverem exaustos e sorridentes,Ainda haja amor para recomeçar.E se tudo isso acontecer,Não tenho mais nada a te desejar ".


Victor Hugo.

sábado, 3 de janeiro de 2009

ENTRE VOCÊ E DEUS.


“Muitas vezes as pessoas são egocêntricas, ilógicas e insensatas.Perdoe-as assim mesmo.


Se você é gentil,as pessoas podem acusá-lo de interesseiro.Seja gentil assim mesmo.


Se você é um vencedor,terá alguns falsos amigos e alguns inimigos verdadeiros.Vença assim mesmo.


Se você é honesto e franco,as pessoas podem enganá-lo.Seja honesto e franco assim mesmo.


O que você levou anos para construir,alguém pode destruir de uma hora para outra.Construa assim mesmo.


Se você tem paz e é feliz,as pessoas podem sentir inveja.Seja feliz assim mesmo.


O bem que você faz hoje,pode ser esquecido amanhã.Faça o bem assim mesmo.


Dê ao mundo o melhor de você,mas isso pode não ser o bastante.Dê o melhor de você assim mesmo.


Veja você que, no final das contas,é tudo entre você e Deus.Nunca foi entre você e os outros.”



Madre Tereza de Calcutá

sexta-feira, 2 de janeiro de 2009

UM DIA VOCÊ APRENDE QUE...


"Depois de algum tempo você aprende a diferença,
a sutil diferença, entre dar a mão e acorrentar uma alma.
E você aprende que amar não significa apoiar-se,
e que companhia nem sempre significa segurança.
E começa a aprender que beijos não são contratos
e presentes não são promessas.
E começa a aceitar suas derrotas com a cabeça erguida
e olhos adiante, com a graça de um adulto
e não com a tristeza de uma criança.
E aprende a construir todas as suas estradas no hoje,
porque o terreno do amanhã é incerto demais para os planos,
e o futuro tem o costume de cair em meio ao vão.
Depois de um tempo você aprende que o sol queima
se ficar exposto por muito tempo.
E aprende que não importa o quanto você se importe,
algumas pessoas simplesmente não se importam...
E aceita que não importa quão boa seja uma pessoa,
ela vai feri-lo de vez em quando e você precisa perdoá-la por isso.
Aprende que falar pode aliviar dores emocionais.
Descobre que se leva anos para se construir confiança
e apenas segundos para destruí-la,
e que você pode fazer coisas em um instante,
das quais se arrependerá pelo resto da vida.
Aprende que verdadeiras amizades continuam a crescer
mesmo a longas distâncias.
E o que importa não é o que você tem na vida,
mas quem você é na vida.
E que bons amigos são a família que nos permitiram escolher.
Aprende que não temos que mudar de amigos
se compreendemos que os amigos mudam,
percebe que seu melhor amigo e você podem fazer qualquer coisa,
ou nada, e terem bons momentos juntos.
Descobre que as pessoas com quem você mais se importa na vida
são tomadas de você muito depressa,
por isso sempre devemos deixar as pessoas que amamos
com palavras amorosas, pode ser a última vez que as vejamos.
Aprende que as circunstâncias e os ambientes tem influência sobre nós,
mas nós somos responsáveis por nós mesmos.
Começa a aprender que não se deve comparar com os outros,
mas com o melhor que você mesmo pode ser.
Descobre que se leva muito tempo para se tornar a pessoa que quer ser,
e que o tempo é curto.
Aprende que não importa onde já chegou, mas onde está indo,
mas se você não sabe para onde está indo,
qualquer lugar serve.
Aprende que, ou você controla seus atos ou eles o controlarão,
e que ser flexível não significa ser fraco ou não ter personalidade,
pois não importa quão delicada e frágil seja uma situação,
sempre existem dois lados.
Aprende que heróis são pessoas que fizeram o que era necessário fazer,
enfrentando as conseqüências.
Aprende que paciência requer muita prática.
Descobre que algumas vezes a pessoa que você espera que o chute
quando você cai é uma das poucas que o ajudam a levantar-se.
Aprende que maturidade tem mais a ver com os tipos de experiência
que se teve e o que você aprendeu com elas
do que com quantos aniversários você celebrou.
Aprende que há mais dos seus pais em você do que você supunha.
Aprende que nunca se deve dizer a uma criança que sonhos são bobagens,
poucas coisas são tão humilhantes e seria uma tragédia
se ela acreditasse nisso.
Aprende que quando está com raiva tem o direito de estar com raiva,
mas isso não lhe dá o direito de ser cruel.
Descobre que só porque alguém não o ama do jeito que você quer
que ame, não significa que esse alguém não o ama,
pois existem pessoas que nos amam,
mas simplesmente não sabem como demonstrar isso.
Aprende que nem sempre é suficiente ser perdoado por alguém,
algumas vezes você tem que aprender a perdoar-se a si mesmo.
Aprende que com a mesma severidade com que julga,
você será em algum momento condenado.
Aprende que não importa em quantos pedaços seu coração foi partido,
o mundo não pára para que você o conserte.
Aprende que o tempo não é algo que possa voltar para trás.
Portanto,plante seu jardim e decore sua alma,
ao invés de esperar que alguém lhe traga flores.
E você aprende que realmente pode suportar...
que realmente é forte, e que pode ir muito mais
longe depois de pensar que não se pode mais.
E que realmente a vida tem valor
e que você tem valor diante da vida!
Nossas dúvidas são traidoras e nos fazem perder o bem
que poderíamos conquistar, se não fosse o medo de tentar."



© William Shakespeare

quinta-feira, 1 de janeiro de 2009

NÃO TEMOS MEDO.


Não temos medo de pensar. Temos medo de não amar.


Não temos medo de (re) pensar conceitos sobre Deus. Temos medo de não (re) amar como Cristo, quem na realidade não amamos: os mendigos, os pobres, os excluídos, os marginalizados, as crianças africanas, os homens e mulheres de Darfur.


Não temos medo de incertezas. Temos medo que nosso Amor deixe de ser nossa bandeira do Reino de Deus.


Não temos medo de não saber. Temos medo das certezas que prendem Deus a um esquema.


Não temos medo de questionar dogmas. Temos medo de que os dogmas impeçam a transformação de vidas.


Não temos medo de devanear teorias loucas. Temos medo que a loucura desse mundo violento cegue nossos olhos a ponto de sempre que pararmos num farol, nesta cidade-sombria, fechemos nossos vidros para a sinceridade dos filhos da injustiça.


Nós não temos medo de chorar por nós mesmos. Nós temos medo de que não mais choremos o choro dos outros.


Não temos medo de balançar alicerces religiosos construídos por pensamentos humanos. Temos medo de perder a doçura e a simplicidade de Jesus.


não temos medo de sermos rejeitados pela instituição. Temos medo da hipocrisia religiosa.


Não temos medo de sermos chamados de hereges. Temos medo de compactuar com o sistema religioso e seus interesses, e esquecermos de amar pessoas.


Não temos a pretensão que nossos argumentos tenham todos os versículos a favor, e assim entrarmos numa guerra de versículos. Temos medo que nós não cumpramos aquilo que Cristo chamou de o resumo da lei e dos profetas: Amar a Deus e ao próximo.
MANIFESTO DOS JOVENS DA IGREJA BETESDA.