Loading...

MENSAGEM

sexta-feira, 29 de maio de 2009

ASAS CORTADAS.....UM DIA EU VOU VOAR.


Eu, pássaro perdido

Que avoou sem medo

Quando era menino

Sério, eu chego a me lembrare logo chega o mundo

Pra intimidar


Eles gritam e conseguem me assustar

Eu me sinto gaivota sobre o mar

Que afundou as asas nas manchas de óleo ao mergulhar

E agora não consegue mais voar

Um dia eu vou voar


Sei , sei tudo que posso

Mas vem essa lei

e impõe o ócio

quem tem um olho é rei


Se eu desafiar, incomodarei

Vez em quando bate um vento por aqui

Abro as minhas asas pra tentar subir

Mas com tanto tempo preso a essas grades, me esqueci

E agora tenho medo de cair


Tiê,Venha das alturas me salvar

No maciço da Tijuca pousará

Onde as nuvens se debruçam

E eu não canso de esperar

Sua liberdade me libertará

Abra as suas asas


Vai sem medo, vai

Vai ganhar o céu

Quem provou da liberdade

não terminará

Preso às próprias grades

Um dia eu vou voar


Eu já vivi no ar

Vem me ver voar

Vem me ver voar



canção ASAS CORTADAS de Jorge Vercilo.

A VISÃO DA LUA PARA A TERRA.


"daqui da Lua não há distinção entre russos e norte-americanos, entre brancos e negros, entre Terra e humanidade; somos uma única realidade viva, irradiante e frágil como uma bola de Natal dependurada no fundo negro do universo; temos o mesmo destino comum; devemos aprender a amar a Terra como a nossa Casa Comum".



LEONARDO BOFF FALANDO DE ALGUNS ASTRONAUTAS QUE FORAM A LUA NO SEU ARTIGO ''Século XXI, Século da Espiritualidade?''.

quinta-feira, 28 de maio de 2009

UMA POLÍTICA DO BEM.


“A luta política não se faz num ringue,

mas na verdadeira arena que é o plenário das Casas no Congresso,

onde se lida com idéias e ideais, com energia cívica.

Só os brutamontes, os que não têm idéia para defender, é que partem para a ignorância.

Apesar do sentimento de dor, da decepção de não ter ganho, sabíamos que lá na frente iríamos ganhar” .


palavras do ex-deputado dante de oliveira autor da emenda que restabelecia as eleições diretas para presidente do Brasil.

terça-feira, 26 de maio de 2009

A MALDADE HUMANA.


Foi sangrenta toda a terra do homem.

Tempo, edificações, rotas, chuva,

apagam as constelações do crime,

o certo é que um planeta tão pequeno

foi mil vezes coberto pelo sangue,

guerra ou vingança, armadilha ou batalha,

caíram homens, foram devorados,

depois o esquecimento foi limpando

cada metro quadrado: alguma vez

um vago monumento mentiroso,

às vezes uma cláusula de bronze,

depois conversações, nascimentos,

municipalidades, e o esquecimento.

Que artes temos para o extermínio

e que ciência para extirpar lembranças!

Está florido o que foi sangrento.

Preparar-se, rapazes,

para outra vez matar, morrer de novo,

e cobrir com flores o sangue.


PABLO NERUDA,ÚLTIMOS POEMAS PÁGINA 67.

domingo, 24 de maio de 2009

FAZENDO A DIFERENÇA.


Aprendemos a voar como pássaros e a nadar como peixes, mas não aprendemos a conviver como irmãos.




A verdadeira medida de um homem não é como ele se comporta em momentos de conforto e conveniência, mas como ele se mantém em tempos de controvérsia e desafio.




com o dia em que a justiça correrá como a água e a retidão, como um caudaloso rio.




Eu tenho um sonho de que um dia meus quatro filhos vivam em uma nação onde não sejam julgados pela cor de sua pele, mas pelo seu caráter.




Nossa geração não lamenta tanto os crimes dos perversos quanto o estarrecedor silêncio dos bondosos.




É melhor tentar e falhar que ocupar-se em ver a vida passar. É melhor tentar ainda que em vão, que nada fazer.




Eu prefiro caminhar na chuva a, em dias tristes, me esconder em casa. Prefiro ser feliz, embora louco, a viver em conformidade.




Mesmo as noites totalmente sem estrelas podem anunciar a aurora de uma grande realização.




Mesmo se eu soubesse que amanhã o mundo se partiria em pedaços, eu ainda plantaria a minha macieira.




O ódio paralisa a vida; o amor a desata. O ódio confunde a vida; o amor a harmoniza. O ódio escurece a vida; o amor a ilumina. O amor é a única força capaz de transformar um inimigo num amigo.




O perdão é um catalisador que cria a ambiência necessária para uma nova partida, para um reinício.




Nossa eterna mensagem de esperança é que a aurora chegará.







Trechos do famoso discurso pronunciado por Martin Luther King pouco antes de ser assassinado

quinta-feira, 7 de maio de 2009

COMO POSSO DIALOGAR?


Como posso dialogar, se alieno a ignorância, isto é, se a vejo sempre no outro, nunca em mim?


Como posso dialogar, se me admito como um homem diferente, virtuoso por herança, diante dos outros, meros ‘isto’, em quem não reconheço outros eu?


Como posso dialogar, se me sinto participante de um gueto de homens puros, donos da verdade e do saber, para quem todos os que estão fora são ‘essa gente’, ou são ‘nativos inferiores’?


Como posso dialogar, se parto de que a pronúncia do mundo é tarefa dos homens seletos e que a presença das massas na história é sinal de sua deterioração que devo evitar?


Como posso dialogar, se me fecho à contribuição dos outros, que jamais reconheço, e até me sinto ofendido com ela?


Como posso dialogar se temo a superação e se, só em pensar nela, sofro e definho?



PAULO FREIRE.

terça-feira, 5 de maio de 2009

RODA VIVA.


Tem dias que a gente se sente Como quem partiu ou morreu. A gente estancou de repente Ou foi o mundo então que cresceu. A gente quer ter voz ativa No nosso destino mandar. Mas eis que chega a roda viva E carrega o destino pra lá


Roda mundo, roda gigante Roda moinho, roda peão O tempo rodou num instante Nas voltas do meu coração. A gente vai contra a corrente Até não poder resistir Na volta do barco é que sente O quanto deixou de cumprir. Faz tempo que a gente cultiva A mais linda roseira que há Mas eis que chega a roda viva E carrega a roseira pra lá


A gente toma a iniciativa Viola na rua a cantar Mas eis que chega a roda viva E carrega a viola pra lá


Um dia a fogueira queimou Foi tudo ilusão passageira Que a brisa primeira levou No peito a saudade cativa Faz força pro tempo parar Mas eis que chega a roda viva E carrega a saudade pra lá


(Chico Buarque)

sexta-feira, 1 de maio de 2009

Prefiro Ficar Com Cristo.


"Às vezes Deus me envia instantes de paz; nestes instantes, amo e sinto que sou amado; foi num desses momentos que compus para mim mesmo um credo, onde tudo é claro e sagrado.


Este credo é muito simples. Ei-lo: creio que não existe nada de mais belo, de mais profundo, de mais simpático, de mais viril e de mais perfeito do que o Cristo; e eu o digo a mim mesmo, com um amor cioso, que não existe e não pode existir.


Mais do que isto: se alguém me provar que o Cristo está fora da verdade e que esta não se acha nele, prefiro ficar com o Cristo a ficar com a verdade."



Fiodor Dostoievski.

MAIS O MENOS.


A gente pode morar numa casa mais ou menos,numa rua mais ou menos,numa cidade mais ou menos e até ter um governo mais ou menos.


A gente pode dormir numa cama mais ou menos,comer um feijão mais ou menos,ter um transporte mais ou menos e até ser obrigado a acreditar mais ou menos no futuro.


A gente pode olhar em volta e sentir que tudo está mais ou menos.


Tudo bem.


O que a gente não pode mesmo, nunca, de jeito nenhum é amar mais ou menos,é sonhar mais ou menos,é ser amigo mais ou menos,é namorar mais ou menos,é ter fé mais ou menos e acreditar mais ou menos.


Senão a gente corre o risco de se tornar

uma pessoa mais ou menos..




- Chico Xavier