Loading...

MENSAGEM

quinta-feira, 5 de julho de 2012

Como eu te amo...

 Como eu te amo,
Eu te amo até a profundidade, altura e largura que minha alma pode alcançar
Eu te amo ao nível da necessidade mais silenciosa de cada dia, ao sol e a luz da vela
Eu te amo livremente como os homens lutam pelo direito
Eu te amo puramente como eles se afastam do elogio
Eu te amo como a paixão existente em minhas velhas magoas e a fé da minha infância
Eu te amo com um amor que parecia ter perdido com meus entes perdidos
Eu te amo com a respiração sorriso lágrimas de toda a minha vida e se deus quiser eu te amarei melhor após a morte.

SNOOPY

quarta-feira, 20 de junho de 2012

Triste de quem vive em casa,
Contente com o seu lar,
Sem que um sonho, no erguer de asa,
Faça até mais rubra a brasa
Da lareira a abandonar!
 
Triste de quem é feliz!
Vive porque a vida dura.
Nada na alma lhe diz
Mais que a lição da raiz-
Ter por vida a sepultura.
 
Eras sobre eras se somem
No tempo que em eras vem.
Ser descontente é ser homem.
Que as forças cegas se domem
Pela visão que a alma tem!
 
E assim, passados os quatro
Tempos do ser que sonhou,
A terra será theatro
Do dia claro, que no atro
Da erma noite começou.
 
Grecia, Roma, Cristandade,
Europa- os quatro se vão
Para onde vae toda edade.
Quem vem viver a verdade
Que morreu Dom Sebastião?
 

terça-feira, 24 de abril de 2012

"Eu gosto de quem facilita as coisas. De quem aponta caminhos ao invés de propor emboscadas. Eu sou feliz ao lado de pessoas que vivem sem
códigos, que estão disponíveis sem exigir que você decifre nada. O que
me faz feliz é leve e, mesmo que o tempo leve, continua dentro de mim.
Eu quero andar de mãos dadas com quem sabe que entrelaçar os dedos é mais do que um simples ato que mantém mãos unidas. É uma forma de trocar energia, de dizer: você não se enganou, eu estou aqui. Porque por mais que os obstáculos nos desafiem o que realmente permanece, costuma vir de quem não tem medo de ficar."

sábado, 3 de março de 2012

Dá um abraço


De repente , deu vontade de um abraço...
Uma vontade de entrelaço, de proximidade ... de amizade, sei lá !
Talvez um aconchego amigo e meigo, que enfatize a vida e amenize as dores ... que fale sobre os amores, seja afetuoso e ao mesmo tempo forte ...
Deu vontade , de poder ter saudade de um abraço.
Um abraço que eternize o tempo e preencha todo o espaço.

Mas que faça lembrar do carinho, que surge devagarinho, na magia da união dos corpos, das auras, sei lá!
Lembrar do calor das mãos, acariciando as costas, a dizerem : - Estou aqui !
Lembrar do enlaçar dos braços, envolventes e seguros, afirmando : - Estou com você !
Lembrar da transfusão de força, ou até da suavidade do momento, sei lá.
Então, pensei em como chamar esse abraço: abraço poesia, abraço força, abraço união, abraço suavidade, abraço consolo e compreensão, abraço segurança e justiça, abraço verdade, abraço cumplicidade ?

Mas o que importa é a magia desse abraço, a fusão de energias que harmoniza, integra o todo e se traduz no cosmos, no tempo e no espaço...
Só sei que agora , deu vontade desse abraço :
Um abraço que desate os nós, transformando-os em envolventes laços ...
Que sirva de "colo", afastando toda e qualquer angústia...
Que desperte a lágrima de alegria e acalme o coração...
Um abraço que traduza a amizade, o amor e a emoção.
E para um abraço assim, só consegui pensar em você .
Nessa sua energia, nessa sua sensibilidade, que sabe entender o porque dessa minha vontade.



(Autor desconhecido)

quinta-feira, 26 de janeiro de 2012

Uma parte de mim



Uma parte de mim
é todo mundo:
outra parte é ninguém:
fundo sem fundo.

Uma parte de mim
é multidão:
outra parte estranheza
e solidão.

Uma parte de mim
pesa, pondera:
outra parte
delira.

Uma parte de mim
almoça e janta:
outra parte
se espanta.

Uma parte de mim
é permanente:
outra parte
se sabe de repente.

Uma parte de mim
é só vertigem:
outra parte,
linguagem.

Traduzir-se uma parte
na outra parte
- que é uma questão
de vida ou morte -
será arte?

Fagner

segunda-feira, 16 de janeiro de 2012

Mais uma Canção


Nada vai mudar entre nós
Como eu sei?
Eu só sei

Tudo vai permanecer igual

Afinal
Não há nada a fazer

Eu não nego

Eu me entrego
Você é meu grande amor
E hoje eu vou te dizer "eu te amo”

Eu imploro

Eu te adoro
Você tem meu coração
A bater pra você mais uma canção

Como pode alguém perder você

Como eu fiz?
Como eu quis não te ter?

Vivo iludido

A acreditar que o amor
Não se pôs em você

Eu me entrego

Eu não nego
Eu errei, mas sou capaz
de fazer sua vida melhor

Tô voltando

Não sei quando
Pra roubar teu coração
Vou chegar no final de mais uma canção

LOS HERMANOS