Loading...

MENSAGEM

terça-feira, 30 de novembro de 2010

Preto & Branco (mas muito cinza também)


Tenho sonhado com um mundo
Um mundo de preto e branco
Uma terra de respostas simples
Justo é justo e certo é certo
É verdade que um mundo assim virá algum dia
Mas por enquanto as coisas não são assim
Vivemos num mundo de confusão
Não é assim que é hoje?
Assuntos confusos , questões não respondidas
Nos rodeiam todos os dias
Os mistérios da vida desabam
Eles fazem nossas mães chorarem e o jovem cantar
Tenho visto cinza – quando um puro certo ou errado
Não foi claramente visto
Tenho visto cinza
É cinza quando não encontramos as respostas?
É cinza quando não é certo ou errado?
E isso nos dá um sinal verde para fazer qualquer coisa que gostamos?
O cinza é mal utilizado como uma desculpa fraca?
Podemos achar as respostas se procurarmos e buscarmos?
Ainda tenho visto cinza
Quando as respostas que preciso
Parecem estar bem além de mim
Tenho visto cinza – quando não podia explicar
Inconsistências
Tenho visto cinza
E eu realmente tento
Entender esta vida
Quero saber o que é errado
Quero saber o que é certo
Onde posso estabelecer o limite?
Bem, posso não ter todas as respostas
E este mundo é mais cinza do que eu gosto
Mas a esperança que vive dentro de mim
Dá ao cinza um pouco de luz
É fácil ficar irado quando a vida não é justa
Mas o desafio é saber que um Deus fiel existe
Tenho visto cinza – quando a escuridão da noite era mais como uma sombra Tenho visto cinza – quando um nevoeiro cobriu a luz do dia
Tenho visto cinza

Mike Stand, guitarrista/vocalista da banda cristã de punk rock Altar Boys.

segunda-feira, 29 de novembro de 2010

Travessuras


Eu insisto em cantar
Diferente do que ouvi
Seja como for recomeçar
Nada há, mais há de vir
Me disseram que sonhar
Era ingênuo, e daí?
Nossa geração não quer sonhar
Pois que sonhe a que há de vir
Eu preciso é te provar
Que ainda sou o mesmo menino
Que não dorme a planejar travessuras
E fez do som da tua risada um hino

Oswaldo Montenegro

sábado, 27 de novembro de 2010

Já se houve cantar o negro.


Já se ouve cantar o negro,
mas inda vem longe o dia.
Será pela estrêla-d'alva,
com seus raios de alegria?
Será algum diamante
a arder, na aurora tão fria?

Já se houve cantar o negro,
pela agreste imensidão.
Seus donos estão dormindo:
quem sabe o que sonharão!
Mas os feitores espiam,
de olhos pregados no chão.

Já se ouve cantar o negro.
Que saudade, pela serra!
Os corpos, naquelas águas
- as almas, por longe terra.
Em cada vida de escravo,
que surda, perdida guerra!

CECÍLIA MEIRELES

terça-feira, 23 de novembro de 2010

o que trago dentro do meu coração.


"Trago dentro do meu coração, como num cofre que não se pode fechar de cheio, todos os lugares onde estive, todos os portos a que cheguei, todas as paisagens que vi, sonhando e tudo isso que é tanto, é pouco para o que quero."
Fernando Pessoa

sábado, 20 de novembro de 2010

Adote uma filosofia otimista, eduque-se para ser feliz.(...)


'Claro que se o dinheiro falta, se a saúde vacila, se o amor arma alguma cilada, seu desejo de rir será pouco. Mas combata a depressão. Cultive o bom humor, como quem cultiva um bom hábito. Esforce-se para ser alegre. Afaste os sentimentos mesquinhos que provocam o despeito, a inveja, o sentimento de fracasso, que são origem de infelicidade.
Adote uma filosofia otimista, eduque-se para ser feliz.(...)
Seja feliz, se quer ser bonita!'

C. Lispector

Escancare-as ou bata-as de vez.


" Não deixe portas entreabertas.
Escancare-as ou bata-as de vez.
Pelos vãos, brechas e fendas
passam apenas semiventos
meias verdades e muita
insensatez."

(Cecília Meireles)

quinta-feira, 18 de novembro de 2010

Ninguém, exceto tu, só tu.


"Ninguém pode construir em teu lugar as pontes que precisarás passar, para atravessar o rio da vida. Ninguém, exceto tu, só tu. Existem, por certo, atalhos sem números, e pontes, e semideuses que se oferecerão para levar-te além do rio; mas isso te custaria a tua própria pessoa; tu te hipotecarias e te perderias. Existe no mundo um único caminho por onde só tu podes passar. Onde leva? Não perguntes, segue-o!"


Friedrich Nietzsche

domingo, 14 de novembro de 2010

Bilhete .


Se tu me amas,ama-se baixinho Não o grites de cima dos telhados Deixa em paz os passarinhos Deixa em paz a mim! Se me queres,enfim, Tem de ser bem devagarinho,Amada, Que a vida é breve,e o amor mais breve ainda...

Mario Quintana

as decepções do passado.


"O futuro mais brilhante é baseado num passado intensamente vivido. Você só terá sucesso na vida quando perdoar os erros e as decepções do passado. A vida é curta, mas as emoções que podemos deixar duram uma eternidade. A vida não é de se brincar porque um belo dia se morre."

Clarice Lispector


terça-feira, 9 de novembro de 2010

A educação tem caráter permanente.


A educação “tem caráter permanente. Não há seres educados e não educados. Estamos todos nos educando. Existem graus de educação, mas estes não são absolutos”
O homem por ser inacabado, incompleto, não sabe de maneira absoluta. Somente Deus sabe de maneira absoluta.

PAULO FREIRE.

quinta-feira, 4 de novembro de 2010

Máscara.


Diga, quem você é me diga
Me fale sobre a sua estrada
Me conte sobre a sua vida

Tira, a máscara que cobre o seu rosto
Se mostre e eu descubro se eu gosto
Do seu verdadeiro, jeito de ser

Ninguém merece ser só mais um bonitinho
Nem transparecer, consciente, inconsequente
Sem se preocupar em ser adulto ou criança
O importante é ser você

Mesmo que seja estranho, seja você
Mesmo que seja bizarro, bizarro, bizarro
Mesmo que seja estranho, seja você
Mesmo que seja...

O meu cabelo não é igual
A sua roupa não é igual
Ao meu tamanho, não é igual
Ao seu caráter, não é igual
Não é igual, não é igual, não é igual

Pitty

quarta-feira, 3 de novembro de 2010

AGUARDAR


AGUARDAR: é não se conformar às condições de injustiça e não reconhecer as forças daquilo que é factual, pois bem se sabe que alguma coisa melhor pode acontecer e algo diferente está por vir. Aguardar significa nunca se resignar, nem entregar-se a si mesmo. Poder aguardar - isto é uma arte da esperança. Paciência é a virtude da esperança. Aguardar significa viver em ansiosa atenção até a chegada da hora da consumação final.

Jürgen Moltmann